sexta-feira, 19 de junho de 2009

Anseios








Meu doido coração aonde vais,
No teu imenso anseio de liberdade?

Toma cautela com a realidade;
Meu pobre coração olha que cais!







Deixa-te estar quietinho! Não amais
A doce quietação da soledade?

Tuas lindas quimeras irreais
Não valem o prazer duma saudade!







Tu chamas ao meu seio, negra prisão!…







Ai, vê lá bem, ó doido coração,
Não te deslumbres o brilho do luar!







Não ´stendas tuas asas para o longe…







Deixa-te estar quietinho, triste monge,
Na paz da tua cela, a soluçar!





________

{autoria: Florbela Espanca}








*Florbela Espanca: ela vive falando por mim... =/

3 comentários:

  1. Minha linda...
    ...tem me sido bem dificil entrar no seu blog não entendo bem porque mas voilá!Hoje consegui!!!
    Florbela Espanca tem as maravilhosas palavras que conseguem exprimir muitas vezes como nos sentimos,bem verdade.
    Gosto bastante de lê-la.
    O outro seu post tambem foi fantastico.

    Um bj cheio de luar,com sorrisos!!!

    ResponderExcluir
  2. Tuas lindas quimeras irreais
    Não valem o prazer duma saudade



    Esses versos espancam
    Ahhhhhhh!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LIVROS QUE DESEJO!